Empresa de lingerie de Juruaia investe em franquia para expandir a marca



22 de abril de 2019
por: Marcela Leone

Foto: Régis Melo

Há três anos a comerciante Rosângela Maria Marangão Cornélio tem uma loja de lingeries em um shopping de Varginha (MG). O comércio é uma franquia de uma marca de Juruaia e foi escolhido depois de muita pesquisa.

“Já tive loja de roupas femininas e masculinas no centro de Varginha. Antes ia buscar mercadoria em São Paulo (SP). Em Varginha são poucos concorrentes de lingerie. Estudei o mercado antes de abrir e com a franquia de lingerie meu faturamento é melhor”, afirma a comerciante.

A franquia é novidade entre as empresas de Juruaia. Hoje, apenas uma das 200 empresas do ramo do polo investe neste modelo de negócio. Antes de ter a primeira franqueada, a marca abriu uma loja conceito em Ribeirão Preto (SP) para estudar o mercado. A loja foi aberta em um shopping da cidade do interior paulista há cinco anos.

Délany Vargas é responsável pelo treinamento e por dar suporte aos franqueados nas negociações — Foto: Ana Carolina Negrão

“Ficamos dois anos estruturando. A loja aqui (em Juruaia) atende mais o atacado, e lá é varejo. A gente queria essa proximidade com o consumidor final porque temos os intermediários”, explica a gerente de negócios da empresa Délany Vargas.

Segundo a gerente, a proximidade como o consumidor final reestruturou as relações da marca, que mudou, inclusive, a forma de vender as lingeries.

“Quando a gente começou a separa sutiã e calcinha, foi quando a gente abriu a loja conceito com o objetivo de abrir a franquia. Lá descobrimos várias coisas, que o cliente queria usar um sutiã que realmente servisse na parte de cima, não necessariamente fosse o mesmo tamanho da parte de baixo. Antes a cultura do polo era vender P, M e G em conjunto, e a mulher brasileira tem uma miscigenação enorme”, afirma Délany.

O objetivo da marca é expandir outras franquias para cidades em um raio de até 200 km de distância, e que tenham mais de 100 mil habitantes.

Franqueados passam por treinamento de uma semana em Juruaia onde conhecem todo o processo e produção e negócios — Foto: Ana Carolina Negrão

“O perfil de franqueado que a gente procura hoje é alguém que seja apaixonado pelo negócio, de preferência um cliente. Muitos revendedores nossos guardam pontos de uma campanha da internet que temos para abrir a franquia. Eles estão acumulando pontos para retirar o estoque inicial da franquia que é R$ 40 mil reais”, explica Délany.

O investimento inicial para abrir uma franquia de lingerie é de R$160 mil. Deste valor, R$ 40 mil refere-se ao capital de giro por um ano.

Modelo testado

O modelo de franquia apresenta vantagens e desvantagens, como explica o gestor do Sebrae-MG em Varginha, Arrison Nogueira Tavares.

“ As vantagens é que o negócio já foi testado, criado e validado por outras unidades. Com isso o franqueado tem previsibilidade de gestão e não corre risco de surpresas. Com relação às desvantagens, temos que entender que dentro das franquias há o mundo do franqueador, e do franqueado. O franqueado não tem liberdade para fazer o que bem desejar, porque tem que seguir os valores da franquia”, pondera o gestor.

Rosângela foi a primeira franqueada na marca de Juruaia. — Foto: Régis Melo

A franquia de Juruaia já passou por esta situação. Uma segunda unidade, que foi aberta em Rio Claro (SP), foi fechada a pedido da franqueadora.

“Já encerramos uma franquia porque um franqueado não seguiu os preceitos da marca. Por isso ficamos bem criteriosos na hora de fechar uma franquia para que isso não aconteça mesmo, mas a gente encerrou numa boa. Primeiro notifica, se não faz, a gente retira. A gente acredita que conversando dá para resolver, mas quando está ferindo a marca, aí é melhor encerrar”, revela Délany Vargas.

Apesar de ser um modelo testado, a ação do franqueado também é determinante para o sucesso da loja. De acordo com Délany, a franquia de lingerie é voltada para quem é apaixonada por este tipo de negócio.

“Entendendo essa característica de perto, a gente montou a loja conceito com todos os processos: financeiro, de gestão, comercial, merchandising para depois ofertar a franquia. A ideia não é ganhar dinheiro com o formato de franquia e sim apresentar o produto no ponto de venda como ele merece ser apresentado. Não queremos perfil de investidor, queremos perfil de alguém que acredite no negócio e que coloque a mão na massa”, diz.

Loja da franquia está aberta em Varginha (MG) há três anos — Foto: Régis Melo

Mercado em Crescimento

O mercado de franquias vem crescendo no país, por isso quem deseja ser franqueado deve pesquisar antes de decidir pelo negócio.

“ Temos franquias em todos os segmentos. O candidato a franqueado precisa escolher uma com a qual ele se identifique, fazer uma pesquisa de mercado e ler atentamente ao contrato”, ressalta o gestor do Sebrae-MG.

As franquias são inscritas na Associação Brasileira de Franchising (ABF). O Sebrae também possui um programa de franquias há dois anos, onde o modelo de Juruaia está inserido.

Fonte: G1 | Fotos: reprodução 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.