Setor têxtil engajado com o uso responsável da água



10 de setembro de 2019
por: Marcela Leone

*Por Fernando Pimentel

Antes de continuar a leitura desse artigo, sugiro uma reflexão de alguns segundos para observar o ambiente a seu redor e perceber o quanto a indústria têxtil e de vestuário está presente em nossas vidas. Muito além das nossas roupas, os produtos desta indústria revestem móveis, protegem-nos do sol, estão em nossos calçados. Para além das fronteiras de nossa visão, percebemos que materiais têxteis estão presentes nos meios de transporte, nas edificações e em muitos outros processos industriais. Se expandirmos ainda mais nossa observação, é possível notar que, não importa o tamanho de uma cidade, sempre haverá algum negócio relacionado ao setor, seja uma oficina de costura ou uma pequena loja de bairro. Seria difícil imaginar um mundo em que não houvesse produtos têxteis a nosso dispor para criarmos as mais variadas soluções e atendermos a diversas necessidades essenciais.

É por isso que a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção, Abit, se orgulha de representar um setor que conta com mais de 33 mil empresas em todo o território nacional e emprega, diretamente, cerca de 1,5 milhão de pessoas. Se considerados os empregos indiretos, este número multiplica-se 4 vezes. Vale dizer que o Brasil é o quarto maior parque industrial do mundo e abriga a maior cadeia produtiva integrada do hemisfério ocidental. Tamanha capilaridade é vista como um importante fator competitivo e só demonstra a importância do setor em termos de empregabilidade, bem-estar social e responsabilidade ambiental.

Diante destas ordens de grandeza e de outros números publicados nos Relatórios de Atividade da Abit, torna-se evidente a importância do compromisso do setor com o desenvolvimento sustentável, norteado pelos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU e por nossa Visão de Futuro para 2030. É preciso muito engajamento para tornar a agenda positiva uma realidade presente em todas as regiões do país – e vontade de mudar para melhor é o que não falta.

Com o propósito de fazer com que a sustentabilidade seja cada vez mais presente na atuação das empresas, a Abit vem trabalhando em uma série de iniciativas para discussão e disseminação de melhores práticas, sendo que publicamos pela primeira vez em 2012, por ocasião da Conferência Rio+20, através dos fascículos produzidos pela CNI. De lá para cá, nota-se um aumento na percepção de conceitos de sustentabilidade por parte das empresas, assim como o interesse destinado a projetos e iniciativas que contemplam melhorias nas relações de trabalho e com o entorno.

Seguimos juntos e cada vez mais fortalecidos, rumo a um Brasil mais próspero, justo, sustentável e melhor para as pessoas. Nosso setor é historicamente responsável por liderar as revoluções tecnológicas e as inovações mundiais e, se depender de nós, continuaremos na vanguarda das mudanças positivas.

*Fernando Pimentel é presidente da Abit

Foto: reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.